Bem-vindo ao Percy Jackson - Olympus RPG!

[Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Hypnos em Seg Out 01, 2012 7:07 pm

Looking for the heart...

Era mais uma manhã tranquila no acampamento meio sangue, porém, parecia que tudo poderia desmoronar a qualquer momento, nos aposentos do deus do sono perfeito, pai de Morfeu... Hypnos parecia perturbado por algum motivo que não estava sendo decifrado no momento, mas, ele ficava pensando "Preciso desse coração para os meus estudos urgentemente... Mas quem devo mandar buscá-lo?", este andando de um lado para o outro esperava a chegada de um sátiro que adentrou seu aposentos as pressas e começou a dialogar notando a experssão fria no rosto do Deus
[b][i] - Em que posso ajudá-lo, Sr. Hypnos?

- Primeiramente avise Quíron, que usarei a sala principal da Casa Grande, segundo... Chame esses 5 campistas aqui. Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn. Mande-os diretamente a Casa grande na sala principal. Entendido? E não diga aos campistas que sou eu, diga que um anfitrião da Casa Grande quer comunicar algo a eles.
O Sátiro após notar a voz e a expressão fria do Deus, logo notou que era um caso sério e de maior urgência e saiu trotando agilmente dos aposentos de Hypnos. O homem começara a andar de um lado para o outro com sua mente a mil por hora, este pegou uma Diet Coke perto da sua mesa que estava fechada, coloca seu traje formal, que seria sua roupa social (calça , terno e camisa (terno aberto)) e se dirigi rapidamente a Casa Grande sem ser notado. Ao chegar lá se senta numa poltrona, coloca os dois pés cruzados sobre a mesa e fica olhando para a parede completamente de lado sem visão nenhuma para a porta da Casa Grande. Após 5 min, o Deus abre a Diet Coke impaciente tomando alguns goles, e depois começa a escutar alguns passos, como se 4 pessoas estivessem se aproximando. Os campistas conseguem notar que há uma pessoa diferente, ela estava bem vestida porém não esboçava alguma reação e nem se mexia, olhando para a parede este começa a diálogar:
- Bom dia... Semi-deuses... Tiveram uma boa noite de sono?... Espero que sim...E perdõe-me pela minha falta de educação... Permita que eu me apresente para vocês.
Este se levantou da cadeira, com uma mão segurando a Diet Coke e a outra dentro do seu bolso, sentou na ponta da mesa e apoiou seu pé sob a mesa, os olha com um sorriso sarcástico no rosto voltando a dizer depois de sua pausa, ainda com sua expressão fria.
- Sou Hypnos... Prazer em conhecê-los, semi-deuses....
Sua voz serena ecoou na sala e os garotos ao descobrirem que Hypnos estara a sua frente ficaram meio que surpresos, última pessoa que esperariam ver na vida, está diante de seus olhos, então este fecha os olhos suspirando e volta a falar com os garotos abrindo seus olhos gélidos.
- O motivo de eu ter pedido que vocês viessem para cá é simples... Tenho uma missão para vocês... Quero que me tragam o coração de uma criatura que encontrarão em Hoover, ele está rondando o local e muitas pessoas estão horrozidas com a criatura... Vocês devem tomar extremo cuidado com essa criatura, ela é bem instável... Quero que me tragam o coração dela, quero estudar algo nela, entendido? Se sim, dispensados...E tem Pégasos com celas de ouro com um H no centro, esses são os Pégasos que vocês usaram.
Este via os garotos se virarem e irem embora, então este começava a falar com sua voz mais fria do que antes ecooando pelo local.
- Ah... Mais uma coisa... Não admito falhas!
A voz sombria que Hypnos acabara de emitir soou como se tivesse perfurando a alma dos garotos e as transformando em poeira, mas logo depois eles partiram até os Pégasus e o deus ficara os observando.

regras:

Tem 78 horas para postar.
Não há ordem de postagem.
Haverá mudanças quando a luta contra o monstro começar.
Levar no máximo 4 itens.
Boa sorte.


Hypnos, Hyp, Dorminhoco.
Deus do Sono, da Sonolência, do Cansaço & Senhor do Lete.
avatar
Hypnos
Deuses
Deuses

Mensagens : 44
Pontos : 82
Data de inscrição : 04/04/2011
Idade : 18
Localização : Minha cama. u.u

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
10000000/10000000  (10000000/10000000)
Energia:
10000000/10000000  (10000000/10000000)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Bridget Adele Pervensie em Ter Out 02, 2012 10:01 am

I'm Survive
And you get it?
Que dia chato. Não dormi quase nada, fiquei acordada na cama, pensando em coisas impossíveis que nunca iriam acontecer. Eu já estava melhor da minha ultima crise emocional, minhas recentes conversas com Jane e Demetria haviam sido boas para mim. E depois de ambas me aconselharem a me tratar psicologicamente, eu comecei a pensar bastante nessa ideia. Meu estado emocional era como um prédio de estruturas bem frágeis, bastava só um sopro ou uma pequena coisa para o mesmo desabar em questão de pouco tempo. Mas enfim, chega de falar dos meus problemas. Levantei minha cabeça do travesseiro e olhei para o relógio que ficava do lado da minha cama, ainda era cedo, eu poderia ficar mais um tempo deitada, mas assim que encostei minha cabeça no travesseiro novamente ouvi batidas vindas da porta, só havia eu no chalé, meus irmãos haviam acordado mais cedo para cuidar dos campos de morangos, então talvez se eu fingisse que não havia mais ninguém aqui dentro a pessoa que batia na porta poderia ir embora. “BRIDGET, EU SEI QUE ESTA AI” disse a voz que vinha lá de fora, revirei os olhos e sussurrei algumas palavras obscenas enquanto ia atender a porta.

– É bom que você tenha um bom motivo para me tirar da cama uma hora dessas – Disse isso enquanto analisava o ser da cabeça aos pés, ou melhor, da cabeça aos cascos. Fixei uma expressão curiosa no rosto pensando o que aquele sátiro queria comigo. – Alguém me pediu para lhe chamar, e desta vez não se trata de Quíron, vá para a casa grande e leve suas armas – Dizendo isso a criatura saiu rapidamente dali indo em direção aos outros chalés. Fechei a porta e me dirigi ao banheiro do chalé, para tomar uma ducha rápida. Após o banho vesti algo simples do meu costume, fui até o baú que ficava em frente da minha cama e peguei meu bracelete de prata, espada yin yang, relógio escudo e foice. Caminhei em direção a porta e olhei para o chalé, revirei os olhos e sai dali logo em seguida, apressada indo em direção a casa grande.

Enquanto caminhava, diversos pensamentos vinham a minha mente, entretanto o que mais gritava na minha cabeça era o de quem havia me chamado, se não foi Quíron, então quem poderia ser? Será que um deus havia vindo pessoalmente aqui? Acho um pouco improvável. Mais adiante no meu caminho avistei mais alguns semideuses indo para a casa grande, apressei meus passos tentando acompanhá-los, chegando à casa grande quase ao mesmo tempo. Fiquei atrás dos outros campistas enquanto um homem começava a falar. Olhei para seu rosto, tentando reconhecê-lo, mas nunca o havia visto no acampamento. Após o mesmo se apresentar engoli um seco, para o próprio deus vir aqui nos passar uma missão deveria ser algo sério ou perigoso demais. Ok, parecia algo simples, trazer o coração de uma criatura, mas o que exatamente ele queria estudar? E além do mais, ele precisava mesmo vir pessoalmente aqui ao invés de mandar o recado por Quíron? Tenho a leve impressão de que tem mais coisa por trás disso. Deixei de escutar meus pensamentos por um instante e voltei minha atenção a Hypnos, que agora nos dava a informação que iríamos em pégasus com celas de ouro, bem, até que enfim um pouco de estilo nesse acampamento.

– Acho que vamos ter muito tempo para nos conhecermos melhor... – Falei isso aos demais esbanjando um pequeno sorriso sarcástico no rosto, enquanto logo em seguida subíamos nas criaturas, levantando vôo e saindo dali, finalmente.

Armas levadas:
Bracelete de Prata Com um Desenho de Borboleta em Ouro [Transforma-se em uma Corrente de Prata e Ouro quando retirada que cresce 100m, Inquebrável]

Espada Yin Yang [Uma espada que quando ativada seu poder transforma-se em duas, uma de lâmina negra e uma feita de prata, indestrutível, quando usadas juntas corta até os mais pesados metais]

Relógio-Escudo [Aparenta ser um relógio normal, mas quando ativado se torna um escudo, revestido de espinhos e trepadeiras]

Foice [Seu cabo é médio e se encaixa perfeitamente na mão do dono. Sua lâmina é feita de bronze sagrado, afiadíssima. Quando não está em sua forma de arma, é um anel em forma de serpente]



Última edição por Bridget Adele Pervensie em Ter Out 02, 2012 11:16 am, editado 1 vez(es)
avatar
Bridget Adele Pervensie
Mentalista de Psiquê
Mentalista de Psiquê

Mensagens : 12
Pontos : 10
Data de inscrição : 02/09/2012
Idade : 22

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
290/290  (290/290)
Energia:
290/290  (290/290)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Luana C. Feither em Ter Out 02, 2012 11:15 am

Catch a Heart

Post 1.
Chalé 7 | Casa Grande | Estábulos Acampamento Meio Sangue.
Luana Cross Feither Filha do Sol.

Coloquei a palheta na boca, relendo os acordes destacados no papel a minha frente. A quanto tempo estava tentando aprender aquela canção? Duas, três horas? Talvez mais. Havia faltado alguns treinos, todavia isso não era tão importante. Eu nunca fora muito boa em treinos. Movi-me desconfortavelmente sobre a cama e deixei um suspiro escapar, deixando a palheta, anteriormente presa entre meus lábios, cair no chão. Revirando os olhos, pulei sobre o chão, tateando-o à procura do objeto perdido. Desviei o olhar por um segundo para ver quem havia aberto a porta e deparei-me com um sátiro. O mesmo que me salvara de São Francisco, meses antes.

Levantei-me e bati nos meus jeans, com as mãos espalmadas, e tentei sorrir. Não via o protetor desde que chegara aqui e vi que as notícias que o mesmo traziam não eram boas.

Alguém morreu? – perguntei, sarcástica.

Querem você na Casa Grande, agora. E é melhor levar suas coisas... – ele disse antes de bater a porta novamente com força.

Ergui uma das sobrancelhas, um pouco confusa. Todavia as coisas não eram tão difíceis de compreender. Sátiro + Chalé + Levar minhas coisas + Casa Grande só dizia uma coisa: Eu estava em uma missão.

Girei e fui até minha mochila. Há semanas eu esperava ser convocada por Quíron, então minha mochila já estava meio que arrumada com o básico. Calcei meus All Star roxos, amarrando o cadarço enquanto saía do chalé. Era uma manhã comum, com campistas comuns correndo por todo o acampamento para suas atividades comuns. Então porque eu sentia algo tão anormal no ar? Como se eu estivesse prestes a carregar o peso do mundo. Coloquei meus fones de ouvido, caminhando o mais rápido que podia, ouvindo a música que há pouco estava tentando tocar. Ela não parecia mais ser tão difícil.

Assim que pisei no primeiro degrau para a varanda do quartel general do acampamento, notei que não estava mais sozinha. Outras quatro pessoas me seguiam, e o sátiro, claro. Ele não deveria ser considerado uma pessoa, deveria? Talvez um bode.

Murmurei um oi para os desconhecidos e juntos entramos na grande casa onde Quíron deveria estar nos esperando... Deveria. No entanto, quem ali nos aguardava era um belo homem, de terno, se divertindo com uma diet coke. Só de olhá-lo fiquei entediada e com uma imensa vontade de voltar para o chalé e dormir o dia inteiro. Pra que missão? Nada melhor que umas boas 24 horas de puro sono.

Só que ele começou a falar e eu me senti na obrigação de ouvi-lo. Mudei o peso do meu corpo para o outro pé, encostada em uma parede, analisando-o. Hypnos. Eu já ouvira falar dele... Quer dizer, dos filhos dele. Eles não apareciam nos treinos ou nos luais. Passavam o dia todo dormindo... Que sorte a deles.

Enquanto ele explicava a situação, peguei a mim indagando o porquê de alguém querer o coração da criatura. Será que não poderíamos simplesmente matá-lo logo? Seria mais rápido, fácil. Sem nada a dizer, me virei quando ele finalizou a conversa, lembro-me de que antes de eu sair para encontrar meu pégaso ouvi-o som perfurante de sua voz dizendo: “Não admito falhas”.

Estremeci por um segundo e engoli em seco, partindo até os estábulos e encontrar nossa carona para a barragem. Dei um meio sorriso ao comentário da menina e montei, partindo para longe dali.


Armas Levadas:

☼ Adaga de Bronze

☼ Bracelete Solar (Um bracelete que fica preso ao pulso, emite uma luz que pode cegar o inimigo por algum tempo.)

☼ Arco Celestial (aumenta 60% a chance de acertos)

☼ Aljava de Bronze Envenenada Grande.
avatar
Luana C. Feither
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Mensagens : 5
Pontos : 5
Data de inscrição : 05/09/2012

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
340/340  (340/340)
Energia:
340/340  (340/340)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Adan Evans em Ter Out 02, 2012 12:27 pm

The Sleeping God

“... Rosca 2h7 com encaixe justo em pino 2k5...” – pensamentos que iam e vinham desde a madrugada pela cabeça daquele rapaz, que mais uma vez reformulava suas teorias e medidas sobre mais um projeto que traçava usando um lápis preto sem nada incomum, aquela espécie de aeronave ajudaria tanto a ele quanto ao gorila usando uma gravata vermelha com as iniciais “DK” em amarelo, que agora o acompanhava, uma vez que o mesmo já tinha o tamanho de um adulto, graças a poção de crescimento que havia lhe dado, e convenhamos, o efeito parecia não ter parado ainda.
Pancadas pesadas na porta do chalé 9 soaram pela sala toda onde estava Adan, e por telepatia, pediu ao primata que abrisse a porta, e por algum motivo, ele se empolgara com isso.
— Me largue, seu monte de pelos comedor de bananas! – esgoelava uma voz conhecida, que fez finalmente o filho de Hefesto virar-se da sua posição de trabalho para ver o que estava acontecendo. DK vinha saltando e segurando aquele ser acima da cabeça enquanto dizia a Adan por telepatia algo como “DK encontrou homem-bode.” O campista não hesitou em rir e depois fazer um sinal para que o gorila colocasse o sátiro no chão.
O meio bode resmungou algumas coisas que se fizeram inaudíveis naquele momento, porem, era melhor assim para que ninguém se ofendesse ou procurasse uma briga.
— Estão te esperando na casa grande, vá depressa e leve suas coisas. AH! E mantenha esse monte de pulgas longe de mim. – grunhiu o sátiro, que saiu do chalé nove sem se deixar fazer questionamentos ou dar mais explicações, e já que não havia escolha...
Adan pegou rapidamente seus pertences, e guardou o projeto junto com o jogo de esquadros e afins.
— Dessa vez é melhor você ficar amigão. Não faça bagunça, ok? – redarguiu fazendo um afago na cabeça do primata que fez um som triste antes de ir para a rede na qual dormia, e deixando seu dono na esperança de que ele tivesse entendido bem o que dissera.
Rumou para a casa grande um tanto quanto apressado, e se viu acompanhado de mais quatro campistas, o que levava a pensar que ou as coisas estavam bem graves, ou teríamos reclamações dos chamados para essa missão. Já dentro do aposento, Adan apenas cumprimentou os companheiros com um breve acenar da cabeça, e retribuir o sorriso leve de uma das moças ali presentes.
Inevitavelmente, enquanto o homem falava, não pode evitar de bocejar, e também de arregalar os olhos em surpresa ao saber que Hypnos estava a sua frente. Era mais sério e perigoso do que esperava. Disse ele algo sobre trazer o coração de uma criatura e sobre os meios de locomoção, e então Adan não se demorou a ir para fora do recinto atrás do pégaso que o levaria ao objetivo, o que quer que fosse, era temeroso o suficiente para o deus querer fazer uma analise do coração do mesmo e ainda mais, mandar mais do que os tradicionais três campistas como geralmente é comum. Um nervosismo inóspito começou a invadir o campeão, e sentia que aquilo era apenas o começo, montou o pégaso, e alçou voo com os outros.

Equipamento levado:

- Colar com Pena de Pavão [Um colar feito com uma das penas do pavão especial de Hera, ela pode curar todo o seu HP e status anormais uma vez por missão, a outra utilidade dele e hipnotiza o inimigo, dependendo de como for usada] {By: Hera}

- Totem da Libélula [A Libélula está sempre atenta às presas ou ameaças, mas sua tranquilidade explode em ações rápidas conforme ela ataca. Apesar de não ser um totem de devotos comuns. Características: Usuarios da Libélula quando posto em sutiações dificeis ficam calmos e pacientes até a tomada das decisões e ajem rapidamente e decisivamente quando uma decisão for tomada. Ela também vira uma espada de cristal negro com aço celestial que tem a capacidade de a cada três rodadas cancelar um movimento defensivo essa habilidade não pode ser usada para lançar um ataque letal, isso utilizando a espada.] {By: Hera}

• εκδικητής [ Espada feita de ouro sagrado com prata (capaz de ferir tanto mortais quanto monstros), que tem uma empunhadura diversificada e a inscrição em grego antigo "Lutar sem cessar". É semi indestrutivel, e quando está na forma de um anel pode ser usada para passar suas ultimas palavras ao gemeo προστασία. Possui o atributo vento, que nada mais faz do que deixar seu corte mais pesado e aumentar o dano em 10%. Quando usado em conjunto com seu gemeo, ressona gerando uma aura dourada que permite canalizar a furia do usuário e melhorar ainda mais o corte da espada causando 10% a mais de dano. ]

• προστασία [ Escudo feito de ouro sagrado e prata, com simbolos diversos que o embelezam ainda mais, possui a inscrição em grego antigo "Proteger até o fim". É semi indestrutivel, e quando está na forma de um anel pode ser usado para passar as ultimas palavras do usuário a sua gemea εκδικητής. Possui o atributo vento, que permite desviar objetos leves que sejam arremessados contra o mesmo e desbalancear o adversário uma vez por batalha dependendo de seu peso. Quando usado em conjunto com sua gemea, ressona gerando uma aura dourada que permite canalizar a fúria do usuário e tornar as bordas do escudo afiadas como uma espada para que possa usar tanto para ataque quanto para defesa. ]
...So keep fighting for your life
If you awake in the night
Feeling lonely and crying
Get it to week to resist
You must be strong and insist
Tomorrow will be
Will be worth

template by: MM's GIRL on Tdn!


avatar
Adan Evans
Devotos de Hera
Devotos de Hera

Mensagens : 33
Pontos : 37
Data de inscrição : 04/09/2012
Idade : 22
Localização : Acampamento

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
280/280  (280/280)
Energia:
280/280  (280/280)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Oktav F. Fountain em Qua Out 03, 2012 11:58 am

Call me death ♥
Dark Angel from to the Hell


Post 01
Music: #Nite
With: Brooklyn, Bridget, Adan & Luana
Filho de Afrodite & Necromante de Érebus






Chalé de Afrodite como de costume o cheiro de rosas percorriam por ele, minha cabeça doía com aquele forte odor, fechei meus olhos por um tempo, como poderia ser filho daquela deusa? Isso talvez nunca entendesse, pulei da cama vestia calça jeans desbotada e camiseta xadrez em preto e branco.

A imagem de Érebus pairou em minha mente, não consegui entender o que era ou que motivo repercutia isso... Peguei meu chicote e o prendi em volta da minha cintura, como sempre fazia, tomava cuidado com suas pontas, pois eram mortíferas. Peguei meu bracelete negro, o mesmo transformava em uma corrente com tamanho que eu desejasse, por cima das minhas vestes não me esqueci de colocar o manto negro das trevas.

Um sátiro adentrou em meu chalé dizendo que era para eu comparecer até a casa grande, bom sempre quando via a imagem de meu mestre em minha mente coisas esquisitas ocorriam. Antes de sair do chalé prendi minha foice em minhas costas usando uma bainha apropriada.

Quando chego à casa grande encontro outros campistas, nunca, jamais tinha os vistos pelo acampamento o que me deixava preocupado pela missão. Mordi os lábios enquanto Hipnos falava, notei que suas vestes eram formais, mencionou alguns pégasus com um H em algum lugar confesso que minha mente se perdeu, por algum motivo não conseguia explicar.

Caminhamos até o ponto ordenado, de fato havia os cavalos alados montei no primeiro que fitei, ele era completamente negro com os olhos escurecidos, ainda não tinha mencionado nenhuma palavra com os outros, esperava que tivéssemos tempo para isso...


Equipamentos Levados:
Foice das Trevas [Feita de ferro puramente estígio nas lâminas, tem em relevo vários, minúsculos crânios de prata em seu cabo/ Tem dois gumes, no mesmo lado. Sendo o maior deles de um metro e o outro de quarenta centímetros/ Durante à noite tem um dano extra de 20 HP, pois uma aura completamente negra, envolve as lâminas/ Inquebrável] {By: Érebus}

Manto da Escuridão. Um manto negro e que se ajusta perfeitamente ao corpo do portador, possui uma aura sombria própria. Permite ao filho de Érebo ficar três turnos invisível, usado apenas uma vez a cada situação. Esse manto também possui a habilidade de diminuir o dano de golpes, mágicos ou físicos em até 75% apenas duas vezes por missão. Quando essa habilidade é ativada, símbolos vermelhos levemente iluminados aparecem pelo manto.

Corrente Negra [Feita de ferro estígio com prata, pode alargar na distância que o filho das sombras desejar/ Quando o filho de Érebus quiser, ela ficar coberta de uma aura negra, que ao contato com o oponente o faz queimar/ Quando não está sendo usada se transforma em um bracelete negro, com um topázio azulado no meio/ Inquebrável] {By: Érebus}

Espinosa [É um chicote feito de couro mas possuidor de vários espinhos pontiagudos e laminados de rosas em sua extremidade. Sua cor é rosa e seu nome é inspirado no efeito que ele é capaz de causar ao retalhar um pouco da carne do oponente quando o aflige.]










Oktav Fink Fountain





avatar
Oktav F. Fountain
Necromantes de Érebus
Necromantes de Érebus

Mensagens : 7
Pontos : 7
Data de inscrição : 31/08/2012
Idade : 23

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
370/370  (370/370)
Energia:
370/370  (370/370)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Hypnos em Sab Out 06, 2012 9:14 pm

A strange village...
Após os garotos montarem nos pégasos, eles alçam voo voando juntos ágilmente em direção a Hoover, o que poderia haver uma conversa calma entre os garotos tranquilamente até chegar no local. Depois de 1 hora de viagem, os pégasos chegam a barragem de hoover, onde os semi-deuses podem ver uma grande porção de água, rochas e uma estrutura de concreto. Os pégasos continuam voando tranquilamente e passam por uma pequena montanha, onde poderia ser avistado uma pequena vila, bastante desconhecida e pouquíssima povoada, muitos não viam moradias ali naquela barragem logo achavam que havia ninguém, estavam enganados. Os pégasos pousam calmamente na estranha vila, após pousarem os semi-deuses notam que havia vários corpos de pessoas no chão, sangue espalhado, e veem um vulto se mexendo entre as sombras de uma cabana, os semi-deuses descem do cavalo esperando pelo pior, após isso, uma mulher de longos cabelos loiros, se aproximava, completamente ferida, e cai em cima de Adan e começa a dizer em tom que os 4 possam ouvir...
"Ele fez isso... Por favor... Não deixe que ele faça isso novamente, ainda há uma vila escondida... Se ele a destruir... Se essa criatura demoníaca a destruir... Não sobrará nada do nosso povo... Por favor... Nos salve... Eu vos imploro..."
Após isso a mulher acaba entrando em óbito nos braços do garoto, então estes olham para os pégasos e montam neles novamente deixando o corpo da mulher no chão, o que não poderiam fazer mais que isto, e voltam para o centro da barragem e depois pousam na estrutura de concreto, num pequeno pedaço onde podia se andar e depois alçam voo deixando os semi-deuses ali. Andando pelo local, os garotos veem um senhor todo encapuzado, sem perder tempo este os observa e começara a falar:
Se passarem desta ponte, ele se revoltará... Se ele se revoltar, vocês todos estão mortos, escutem muito bem o que estou vos dizendo... Na floresta, o perigo se esconde, e deste perigo, todos temem. O único ponto fraco desta criatura é seu coração, o que é impenetrável... Não avançem ou morreram em vão.
Depois do senhor falar com os garotos, ele adentra uma passagem entre uma rocha e dentro desta estes conseguiam ver uma floresta completamente obscura, agora eles teriam de decidir se entrariam ou não.

Off: Brooklyn me avisou por mp, ela não está mais na missão, porém não está morta, só para avisar a vocês.


Hypnos, Hyp, Dorminhoco.
Deus do Sono, da Sonolência, do Cansaço & Senhor do Lete.
avatar
Hypnos
Deuses
Deuses

Mensagens : 44
Pontos : 82
Data de inscrição : 04/04/2011
Idade : 18
Localização : Minha cama. u.u

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
10000000/10000000  (10000000/10000000)
Energia:
10000000/10000000  (10000000/10000000)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Adan Evans em Qua Out 10, 2012 7:42 am

A tear of a Madness



As coisas estavam apenas começando, e um silencio chato passava pelos quatro, de forma que fez o campista ter ciência de que não seria uma coisa tão simples terminar aquela importante missão vivo, caso a criatura da qual necessitassem do coração fosse algo que não pudessem enfrentar sozinhos, o que ele achava bem provável.
— Bom, já que estamos nessa juntos, acho que é interessante ao menos sabermos quem é quem, não? Um prazer conhecê-los nessa situação... Perigosa? Sou Adan, e quanto a vocês? – iniciou-se sem muita esperança de que eles fizessem o mesmo, ainda mais pelo som desgastantemente alto do vento a soprar nos ouvidos.
Sobrevoar aqueles lugares traziam uma sensação complicada a Adan, que não fazia nem mesmo questão de observar a beleza da represa abaixo, se preocupava mais com o tipo de pessoa que fora enviado nessa missão, será que podia confiar integra e totalmente em qualquer um deles? Aquela enorme massa d’água presa por estruturas de cimento, que deixavam o filho de Hefesto intrigado com a quantidade de melhorias que poderia fazer naquele lugar tanto para comportar mais água, quanto para melhor desempenho. Um suspiro pesado.
Finalmente passaram por uma pequena montanha, e então estavam de encontro a uma pequena vila que estava um tanto quanto silenciosa e parada demais, mesmo vista daquela distancia. Pousaram, finalmente pousaram. Por mais que a viagem fosse um tanto quanto rápida, ainda era cansativa, mas não o bastante para causar dores corporais ou coisa do tipo, e então desceu do pégaso. Observou primeiro os outros campistas e depois a vila, sangue estava por toda parte, como uma tela macabra, ou então um muro pichado, o que importa nesse tipo de comparação é, havia sangue desde o chão até o alto das paredes. O cheiro ferroso e brevemente pútrido inebriava o local, e não era de se espantar que alguém tivesse náuseas, alguns passos a frente, os olhos de Adan se arregalaram um pouco ao ver uma criança caída sobre o que parecia ser uma poça de sangue já seco, seu totem da libélula fazia então sua parte em manter o campista calmo, mas seu intimo estava horrorizado, e até mesmo com raiva daquilo. Percebera pouco depois que estava um pouco mais distante do grupo, e apenas isso por que viu de soslaio algo se mover dentro de uma das cabanas ali, e no instante seguinte, uma mulher maltrapilha, de longos cabelos dourados muito sujos e bastante ferida saía das sombras e caía sobre o campista que apenas a segurara nos braços por um momento, tempo o suficiente para ela dizer algumas palavras confusas, e falecer no instante seguinte. Os olhos do campeão se fecharam por um instante, e então colocou o corpo da mulher no chão e voltou para o grupo. Não havia mais o que se fazer ali, isso era visível, então, apenas retomaram o caminho de volta a represa por decisão unanime, e lá, seguido de desmontarem os equinos, esses alçaram voo. Minutos depois de uma boa caminhada, um senhor encapuzado nada sutil iniciou seu discurso absurdo, como se fosse apenas alguém enviado pelos deuses, afinal, quando é que esses passam alguma mensagem lógica que dê de uma vez a ideia do que se precisa fazer? Tudo se resumiu quando o mesmo se retirou, e a imagem da mulher se formou mais uma vez na mente de Adan, pensava “...e se fosse a minha mãe? Eu não iria atrás?”. Caminhou adentrando o lugar em passos pela ponte em direção a floresta, se os outros iam ou ficavam ele não sabia, mas queria abandonar o nome de Evans se não fosse até o causador de tudo aquilo e não lhe desse umas boas bolachas em ambos os lados da cara.
...So keep fighting for your life
If you awake in the night
Feeling lonely and crying
Get it to week to resist
You must be strong and insist
Tomorrow will be
Will be worth

template by: MM's GIRL on Tdn!


avatar
Adan Evans
Devotos de Hera
Devotos de Hera

Mensagens : 33
Pontos : 37
Data de inscrição : 04/09/2012
Idade : 22
Localização : Acampamento

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
280/280  (280/280)
Energia:
280/280  (280/280)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Luana C. Feither em Qua Out 10, 2012 2:23 pm

Follow me?

Post 2.
Barragem de Hoover EUA.
Luana Cross Feither Filha do Sol.

Sentir o vento balançar meus cabelos só não era melhor do que se sentir tão perto do sol daquele jeito. De certa forma, ali estava eu, mais perto de meu pai do que já cheguei um dia. O medo de altura estava parcialmente encoberto pela minha quase alegria. É claro que toda coisa boa começa a ser chata depois de muito tempo. Uma hora de viagem e eu já queria descer imediatamente. O silêncio incomodava demais.

Inclinei-me para baixo enquanto meu lindo pégaso pousava. Ele ia em direção à um vilarejo digno de um cenário para um filme de terror. Vazio, solene e assustador. Por fim o animal tocou ao solo e eu pulei, inclinando os joelhos para diminuir o impacto de meu pulo ao chão. Assim que meus pés encontraram o chão, uma quantidade significativa de líquido corpulento e vermelho sujou meus tênis e eu fui obrigada a encarar os corpos que ali estavam, jogados. Então meu olhar recaiu sobre um vulto de uma mulher que caía sobre um de meus companheiros de missão. Adan, acho. Não houvera notado-o mesmo quando falou durante a viagem. Afastei-me rapidamente do pégaso e segurei a mão da moça, o semblante preocupado, imaginei.

Nós os salvaremos, mas, diga-nos... Ele quem? – perguntei, persuasiva, mas era tarde demais. Ali mesmo nos braços de Adan, ela morreu.

Engoli em seco, correndo de volta ao pégaso e montando-o mais rápido que pude. Eu não precisava ser uma profeta pra saber que a cada metro percorrido, no ar ou na terra, estávamos chegando mais perto da morte. O animal pousou sobre a ponte na barragem e novamente, descemos, à encontro de um cara encapuzado que encontramos caminhando pelo lugar. Automaticamente, dei um passo atrás e saquei o arco e uma flecha, apontando-os para o chão.

- Quem? – indaguei novamente, umedecendo os lábios velozmente. – Quem é este?

Ergui a sobrancelha para o grupo, sem saber o que fazer muito bem. Ir ou retornar? Entretanto, relembrei que estava ali pra isso. Hypnos precisava do coração – que eu não tinha de esquecer que era impenetrável – de tal criatura. Então sem saber se seria seguida, passei pela coisa encapuzada, colocando o arco em posição.
avatar
Luana C. Feither
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Mensagens : 5
Pontos : 5
Data de inscrição : 05/09/2012

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
340/340  (340/340)
Energia:
340/340  (340/340)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Hera em Ter Out 16, 2012 6:23 pm

Missão Cancelada.

Hypnos foi retirado do cargo. Não tem como outro deus dar continuidade a essa missão, que levaria a uma trama posteriormente criada pelo mesmo.
Recompensa: 50 xp para Luana e Adan, que postaram duas vezes.
25 xp para Elijah e Bridget que postaram uma vez.
avatar
Hera
Deuses
Deuses

Mensagens : 140
Pontos : 225
Data de inscrição : 28/03/2011
Idade : 21
Localização : Olimpo.

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
999/999  (999/999)
Energia:
999/999  (999/999)
Arsenal :

Ver perfil do usuário http://percyjacksonolympus.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Missão Heroica] Brooklyn von Brachmann, Bridget Adele Pervensie, Adan Evans, Luana C. Feither e Elijah K. Edwyn

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum