Bem-vindo ao Percy Jackson - Olympus RPG!

(One-post) Vamos a bailar! ~ Jane A. Pervensie

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

(One-post) Vamos a bailar! ~ Jane A. Pervensie

Mensagem por Héstia em Sab Out 13, 2012 9:00 pm


PERVENSIE, jane

filha de quione;necromante
Considerações

Chalé de Afrodite ♦ where
19 horas e 58 minutos ♦ time
Sem núvens | Calor ♦ at camp
Nublado | Calor ♦ at city


Jane havia sido manda até o chalé de Afrodite por Quíron naquele dia, ele dissera que uma das filhas da deusa do amor estava com problemas, e que talvez a menina pudesse ajudá-la. Sem ter como recusar ela apenas foi até o lugar mandado, no entanto assim que chegou ali deparou-se com uma filha de Afrodite mergulhada em prantos sob um vestido de cetim negro. Por um minuto ela achou que fosse uma tristeza fútil, porém notou que o vestido estava coberto em sangue. Os olhos da semideusa voltaram-se com rapidez para Jane, eles estavam injetados de sangue de tantas lágrimas que haviam sido derramadas.
- Me. Ajude. – Disse a semideusa caminhando até a filha de Quione. - Eles mataram Lauren, e pegarão Steve. Salve-o, por favor. – A garota chorou por mais um tempo, e no momento seguinte entregava um folheto à Jane. - Aqui. Eles irão para lá. Uma gangue de monstros. Salve Steve. Salve-o.

A garota voltou a chorar e caiu no chão em seguida, desmaiada.




Ortografia coerente.
Sete dias para postar.
Coloque em spoiler ou quote os poderes usados e armas levadas.
Mínimo de 1500 palavras.
Quantas armas desejar por tanto que consiga carrega-las.
No folheto há a imagem de uma festa à fantasia da Wellingh High School, com a data de hoje e horário para 22 horas. O estábulo está à seu dispor, não esqueça de quem o local terá vários humanos, o que quer dizer que a Névoa estará mais espessa. A gangue citada é uma matilha de lobisomens à mando de Lycan para matar Steve, o qual ele acha ser filho de Zeus (mas não é).
avatar
Héstia
Deuses
Deuses

Mensagens : 138
Pontos : 363
Data de inscrição : 22/04/2011

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
10000000/10000000  (10000000/10000000)
Energia:
10000000/10000000  (10000000/10000000)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (One-post) Vamos a bailar! ~ Jane A. Pervensie

Mensagem por Jane A. Pervensie em Sab Out 13, 2012 11:16 pm


darkness has a Princess ☠
HER NAME IS JANE. THE PLEASURE IS ALL YOURS!

- Mas por que eu? - Repeti a pergunta pelo que devia ser a décima vez. Quíron me olhou, mau humorado, a veia de preocupação em sua testa parecia prestes a explodir enquanto ele me lançava um último olhar fulminante. Nunca vira o velho centauro desse jeito portanto nem discuti. Mas era mesmo muito estranho ele me mandar para acalmar uma filha de Afrodite tendo um ataque de frescura, logo eu, a insensível princesa de gelo. Talvez ele simplesmente não aguentasse garotas chorando e fosse tão insensível a ponto de ser péssimo em sua escolha para consolo. Balancei a cabeça, frustrada, queria treinar. Quando me disseram que Quíron queria me ver na casa grande, havia ficado animada achando que tratava-se de uma nova missão e até trouxera minha corrente (que agora estava em forma de bracelete) e a minha mais recente arma, uma espada de prata que apesar de eu não saber manejar tão bem quanto a foice, merecia uma chance de ser testada em missão. Dei um longo suspiro, percebendo finalmente, que já estava parada a porta do chalé de Afrodite.

Empurrei a porta com cuidado, como se se abrisse pouco delicadamente a filha de Afrodite fosse começar a gritar e chorar ainda mais. Quando olhei rapidamente pela primeira vez, não parecia haver nada de incomum na cena. Uma garota vestida de preto, provavelmente arrumada para uma festa, parecia triste (devia ter terminado com o namorado ou algo parecido), mas foi somente ao olhar mais atentamente que percebi: Seu vestido estava completamente sujo de sangue, seus cabelos estavam um pouco bagunçados e a garota a maquiagem em seus olhos escorria formando enormes olheiras marcando o lugar por onde suas muitas lágrimas haviam escorrido. Ao me ver, ela se levantou,afastando-se dos irmãos que a rodeavam e foi em direção a mim. Dei um passo atrás, minha mão instintivamente tocando o bracelete de topázio em meu braço.

- Me. Ajude. – Ela disse, sua voz soando rouca e fantasmagórica como se já não conseguisse dizer mais muita coisa - Eles mataram Lauren, e pegarão Steve. Salve-o, por favor. – Conseguiu dizer entre soluços, caindo de volta no choro. Olhei abobalhada para a garota sem saber o que dizer. Por sorte, antes que eu dissesse algo completamente insensível e sem noção, ela terminou sua fala entregando-me um folheto para o que parecia ser uma festa a fantasia - Aqui. Eles irão para lá. Uma gangue de monstros. Salve Steve. Salve-o. - Ela voltou a chorar,mas antes que eu pudesse perguntar algum detalhe sobre o por que haviam feito isso ou quem eram esses monstros a garota caiu desmaiada no chão.

Quando uma pessoa lhe entrega o convite para uma festa fantasia na qual você terá de encontrar vários monstros e salvar um garoto que você desconhece e depois desmaia, não há muito o que fazer a não ser ir. Por sorte eu já estava no lugar perfeito para conseguir uma fantasia. Os filhos de Afrodite me escoltaram animadamente até seu closet (que parecia maior do que o próprio chalé) e se divertiram em me mandar vestir várias fantasias (desde as mais ridículas como de Princesa Peach, até a que Demetria escolheu que foi, a que ela apelidou de "Sexy vampire". Me olhei no espelho erguendo uma sobrancelha. Eu estava apertada dentro de um espartilho vermelho e uma saia preta bufante que era propositalmente mais curta na frente do que atrás, como se alguém tivesse pego um vestido do século XIX e cortado todo até ele ficar em uma micro-altura, comportando uma meia arrastão preta, um salto alto da mesma cor e uma capa de vampira preta e vermelha. A minha maquiagem (sim, eles fizeram questão de me maquiar) era uma sombra preta, que eu tinha que admitir não ficara nada mal ao destacar meus olhos azuis e um batom vermelho vinho, que dava a impressão de que eu acabara de beber um copo de sangue aquela tarde. Eu estava perfeita. E o mais incrível era, que mal haviam se passado 15 minutos desde que eles começaram a me arrumar. O que uns 20 filhos de Afrodite não fazem quando se unem para produzir alguém...

Saí dali já armada em direção ao estábulo aonde peguei o primeiro Pégaus que vi. Foi só quando já estava completamente preparada para a missão e montado no animal que vi o folheto a procura do lugar aonde sera a tal festa - Hey garoto - disse ao cavalo alado - Pode me levar a Wellingh High School,? - Perguntei. Apesar de não falar a língua de cavalos como faziam os filhos de Poseidon, sabia que o animal poderia me entender. Não deu outra. Em menos de meia hora havíamos alcançado o colegial. Pousei aos fundos dando a volta par a entrada principal aonde estavam presos balões pretos, laranjas e roxos e faixas temáticas de Halloween. Sempre gostara das festas do meu colegial, mas esta parecia ser estranhamente irritante. Talvez seja pelo fato de que estou tentando procurar um bando de monstros no meio de vários mortais dançantes que insistem em colocar a música no volume mais rápido só pra dificultar ainda mais o meu trabalho pensei. Em meio a música um latido me chamou atenção. Um pequeno cachorrinho pulava animadamente em um garoto que parecia verdadeiramente aterrorizado. Olhei mais atentamente fazendo um esforço para tentar ver através do efeito da névoa, caso isso fosse algo diferente do que simplesmente um garoto com medo de puddles. Não deu outra. Foi só olhar mais atentamente que era possível ver um enorme lobo rosnando e pulando em cima de um garoto que usava um escudo de bronze celestial para defender-se dos ataques da besta.

Teletransportei-me nas sombras para bem atrás do lobo sem que este notasse a minha presença. Antes que este pudesse fazer qualquer coisa, saquei a espada de prata e cortei-lhe a cabeça - Lobisomens. Bronze não vai resolver. - disse apontando para o escudo do garoto, que olhava de mim para o pó dourado aos meus pés, perplexo. - Você deve ser Steve certo? Não temos tempo para ficar aqui, temos que voltar ao acampamento... - A expressão no rosto de Steve não se alterou, como se estivesse travada em "pânico absoluto" - Escute, temos que ir, a sua namorada, irmã, amiga, o que seja está muito...- Não tive tempo de completar a frase, o garoto gesticulara com a cabeça para algo atrás de mim fazendo-me finalmente perceber do que ele estava com tanto medo. Uma matilha inteira de licantropes estava atrás de nós rosnando ferozmente. - Steve... - voltei a pronunciar seu nome, o medo tingindo a minha voz - Corra! - gritei enquanto eu e ele saímos correndo até as escadas... Os lobos eram mais rápidos do que nós, mas nem tanto quando tratava-se de subir degraus. Aceleramos o ritmo fechando todas as portas dos andares enquanto passávamos esperando que aquilo pelo menos os atrasassem por tempo suficiente para que pudéssemos pegar o pégasu na cobertura do prédio e dar o fora dali. Infelizmente isso não foi exatamente o que aconteceu.

Os lobos, muitos mais rápidos do que eu imaginara, nos alcançaram rapidamente. Um deles rosnou aproximando-se de mim com um olhar feroz - Entregue-nos o filho de Zeus, semideusa, e lhe deixaremos viver - Ele falou. Minha cara deve ter demonstrado enorme surpresa ao ouvir a criatura pois ele rosnou ferozmente - Surpresa por que consigo falar, filha de Quione? - Ele deu um passo para frente. Minha mão se apertou em torno da espada - Eu já fui humano sabia? - se não fosse lobo podia dizer que ele estava sorrindo - Mas isso é uma história para outra hora. Repetirei a minha oferta generosa. Entregue-nos o garoto, e sairá viva daqui.

O medo já abandonara minha voz dando lugar ao mesmo tom sarcástico e petulante de sempre - Eu proponho um acordo diferente... Vá embora daqui e nos deixe em paz... E não serei obrigada a lhe dar uma passagem grátis para o Tártaro! - O líder rosnou ferozmente, mas não atacou. Ao invés disso deu um passo para trás para permitir que os outros lobos atacassem. Eu nunca havia lutado tão freneticamente antes, vieram, um, dois,três, quatro lobos ao mesmo tempo. Desviei-me do primeiro, com um movimento só fazendo um corte na barriga do segundo, que foi jogado ao chão. O terceiro conseguiu arranhar-me o braço mas a proximidade para tal golpe lhe custou a cabeça. O outro recuava unindo-se aos demais, que deveriam ser uns dez além do líder. Steve engoliu em seco ao meu lado e foi quando eu percebi que este até agora não tinha falado nem lutado nenhuma vez - Não importa quão boa você seja - disse ele a voz falhando de medo - Não acho que seja possível ganhar contra tantos deles...

O que ele falava tinha sentido, a matilha toda se aproximava ao mesmo tempo de mim, andando vagarosamente como se quisessem torturar-me antes de me matar - Ataquem! - Eu ouvi a voz de Lycan gritar enquanto todos os lobos saltaram para um único ataque. - Abaixe-se! - gritei ao garoto que parecia paralisado pelo choque. Ergui a mão ao alto fazendo surgir em torno de nós dois um escudo gravitacional. Os lobos bateram nele e voltaram, escorregando de volta para aonde estavam. Lycan rosnou de fúria - Não pense que está salva por um de seus truques semideusa, uma hora, terá de sair de sue escudosinho e eu estarei aqui quando essa hora chegar-. O garoto me olhava atordoado, com um misto de descrença, admiração e medo - Fique aqui - disse a ele enquanto dava um passo para fora do escudo. Lycan arregalou os olhos de surpresa por um segundo antes de ordenar que me atacassem novamente. Foi o suficiente. Com um movimento das mãos, a pressão aumentou bruscamente sobre os licantropes com a força do vácuo que os meus poderes de necromante exerciam. Nenhum deles conseguiu se mover. Mas eu não aguentaria aquilo por muito tempo, controlar o escudo gravitacional e a pressão sobre tantos seres me deixara muito fraca e eu não aguentaria muito mais tempo naquela luta. Por sorte Steven pareceu perceber isso e colocou dois dedos na boca assoviando alto. O pégasu que me trouxera ali, apareceu voando sobre nós no exato momento em que eu desmaiei.

Acordei sobrevoando o colégio aonde os lobos uivavam furiosamente para eu e Steven que escapávamos pelos Ares - Obrigada filho de Zeus - agradeci ao garoto por ter me tirado dali depois de desmaiada - Acho que ambos sabemos que sou eu que devo agradecer - ele disse dando um sorriso que parecia meio tenso, ainda abalado pela batalha anterior - E não sou filho de Zeus, eles devem ter me confundido.... Meu nome é Steve, sou o meio- irmão mortal de Blair,filha de Afrodite - eu olhei para ele, surpresa - M-mas você viu... O seu escudo...- Ele me interrompeu - Por algum motivo posso ver através do que chamam de névoa, não sei por que - o garoto franziu a testa como se tivesse tentando pensar no por que disso - E Blair deixou esse escudo comigo na última vez que nos vimos... Se puder devolvê-lo a ela e falar que estou bem, faria um grande favor. Eu vou ficar aqui na casa dos meus pais mesmo - ele disse apontando para um prédio logo abaixo de nós e guiando o pégasu para que descesse até o terraço. - Direi a ela. - respondi. Ele abriu um sorriso maior - Obrigado, filha de Quione - ele disse repetindo meu parentesco divino que ouvira Lycan pronunciar - Salvo de lobisomens por uma vampira disse ele olhando a minha fantasia e rindo baixinho...- Isso é que é ironia...


Armas e Poderes Utilizados:

Poderes:
Pressão: Com apenas um olhar o necromante consegue deixar seres pressionados no chão, a força do vácuo se dobra parcialmente para os soldados das sombras. A energia gasta para manter a habilidade é alta.
Gravitocinese Avançada: Capacidade de mudar o peso, criar um campo gravitacional (pode fazer um escudo, com 15 metros de diâmetro ou se preferir fazer uma barreira lateral, alcançará 15 metros de altura e distância). Pode deixar invisíveis objetos de porte grande, manipulando o campo da gravidade. Área de alcance grande, no máximo dez objetos ao mesmo tempo (Ex de objetos grandes: carros, motos, animais como cavalos, elefantes, mas não muito grandes como dragões).
Armas:
Espada de Prata [Lâmina de prata. A agilidade do usuário aumenta em 10% ao usar esta arma.]
- Corrente Negra [Feita de ferro estígio com prata, pode alargar na distância que o filho das sombras desejar/ Quando o filho de Érebus quiser, ela ficar coberta de uma aura negra, que ao contato com o oponente o faz queimar/ Quando não está sendo usada se transforma em um bracelete negro, com um topázio azulado no meio/ Inquebrável] {By: Érebus}


cassie wears: Click Here music: blue jeans - lana del rey Click makeup: click here notes:






Jane Alice Callaghan Pervensie
Daughter of Quione• Ice Princess • Sexy Lady • Develicous

avatar
Jane A. Pervensie
Necromantes de Érebus
Necromantes de Érebus

Mensagens : 34
Pontos : 38
Data de inscrição : 01/09/2012

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
420/420  (420/420)
Energia:
420/420  (420/420)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (One-post) Vamos a bailar! ~ Jane A. Pervensie

Mensagem por Héstia em Dom Out 14, 2012 6:10 pm

Premiação
230 XP
180 dracmas
avatar
Héstia
Deuses
Deuses

Mensagens : 138
Pontos : 363
Data de inscrição : 22/04/2011

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
10000000/10000000  (10000000/10000000)
Energia:
10000000/10000000  (10000000/10000000)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (One-post) Vamos a bailar! ~ Jane A. Pervensie

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum