Bem-vindo ao Percy Jackson - Olympus RPG!

Burning {Missão One Post para Luke H. Crisafulli}

Ir em baixo

Burning {Missão One Post para Luke H. Crisafulli}

Mensagem por †Afrodite† em Qua Set 05, 2012 2:35 pm



Burning




Luke tentava se ocupar com as mínimas coisas em seu chalé. O tédio o consumia. O garoto levou um susto, quando sem avisar, um sátiro estava bem atrás de si, avisando que Quíron queria vê-lo.


Código:
PONTOS OBRIGATÓRIOS

P1: Você deve narrar o que fazia antes do sátiro aparecer.
P2: Deve falar como foi falar com Quíron e o que ele lhe disse.
P3: Argos irá levá-lo.
P4: Você será mandado para Las Vegas, para resolver um problema em um Cassino [não é obrigatório o nome do mesmo, a não ser que queira].
P5: Você deve se distrair com alguma coisa lá, mas sem perder muito o foco.
P6: Lá você encontrará um Ciclope, que está colocando fogo no mesmo Cassino.
P7: Deve matá-lo e voltar ao Acampamento e contar a Quíron a razão do problema.
P8: Seu post deve ser coerente.

Boa sorte!

Código:
 Prazo de postagem 5 dias a partir do momento que for postado
Clima: 27º
Hora: 15h




• • • • •






God of love
Afrobitchdite
avatar
†Afrodite†
Deuses
Deuses

Mensagens : 134
Pontos : 244
Data de inscrição : 27/03/2011
Localização : Olimpo

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Energia:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burning {Missão One Post para Luke H. Crisafulli}

Mensagem por Luke H. Crisafulli em Dom Set 09, 2012 7:52 pm

Mais pesadelos virão a mim agora...
...Mais do que eu tinha antes.


O dia novamente nascia. Apollo trazia consigo em seu carro solar o mesmo brilho matinal de sempre, atravessando os céus do ocidente e iluminando a vida de muitas pessoas nova iorquinas que acordavam ainda de madrugada para trabalharem, não tardaria muito para que o sol e sua luz adentrasse o chalé de Hefesto, local habitado por Luke desde sua chegada a colina meio-sangue.

Luke não era muito acostumado a acordar cedo, consequência das noites que passava em claro traçando planos e ideias para por em prática na sua forja no dia que estava ainda estava por vir. Porém aquele deveria ser um dia especial... Talvez... O rapaz havia acordado antes mesmo de o sol raiar e vestiu uma camisa branca com a gola em V preta, calças jeans e as chuteiras pretas de sempre. Estava pronto para sair. Ao lado de fora daquelas imensas paredes metalizadas, o acampamento também começa a acordar. Semideuses filhos de Eos juntamente com outros campistas saiam de seus devidos chalés e iam para seus deveres matinais, sátiros corriam de um lado para outro levando consigo notícias de futuras missões aos habitantes da colina. O filho de Hefesto fechou seus olhos com um pouco de calma e soltou um longo suspiro, levando as mãos aos bolsos e rumando lentamente para talvez uma das áreas mais quentes do acampamento, as forjas.

Depois de algum tempo, lá estava Luke, sentado a uma cadeira em sua forja, sozinho, solitário. Realmente aquele dia estava sendo muito ruim para os forjadores do acampamento e uma das consequências de quando isso acontecia era que todos ficavam só uma boa parte do dia, um dos filhos de Hefesto não se importava dessa situação, mas às vezes até que achava legal ter alguém para conversar. Suspirou novamente e escutou alguém bater na porta de sua humilde loja, seria um cliente? Levantou-se extremamente entusiasmado e tratou de ir imediatamente para o local de onde o som era emitido, quando abriu a porta viu uma estranha criatura desengonçada, parecia que havia acabado de sair de uma maratona, pois se apoiou no ombro do jovem e tomou fôlego.

O que te traz aqui, sátiro? – Perguntou Luke, perdendo todo o seu entusiasmo.
Quíron... Você... Casa Grande... – Respondeu a pequena criatura peluda entre suspiros ofegantes.

O rapaz sorriu, trancando completamente a sua loja e partindo pela forja, caminhando desta vem em direção à Casa Grande. Por onde passava, Luke percebia que os campistas estavam felizes naquela manhã, exceto o mesmo, alguma coisa havia acontecido com ele e isso havia tirado todo o seu humor. Depois de algum tempo andando, a prole de Hefesto entrou na sede da colina, onde Quíron o esperava.

Então... Disseram-me que queria a minha presença aqui, Quíron. – Comentou.

Sim, Luke. – O centauro sorriu – Estou aqui para pedir que saia do acampamento em uma missão.

Ah... – O filho de Hefesto balançou sua cabeça para os lados, um pouco pensativo, fazia tempo que não saia das fronteiras do acampamento em busca de novas aventuras, fechou seus olhos – Me passe as informações sobre a missão, pois eu aceito-a.

Se assim deseja – Quíron estendeu um de seus braços e começou a passar algumas ralas instruções sobre o desafio que esperava Luke além das fronteiras. – Bom... Há algumas horas atrás recebi uma mensagem de Íris de um sátiro, informando-me que alguma criatura esta queimando os cassinos da cidade, você como o filho mais experiente de Hefesto que está livre de missões foi o escolhido para realiza-la.

Qual é a criatura que causa tamanho alvoroço? – Perguntou Luke, com pouco interesse.

Bom... Isso eu não sei e também não posso dizer. – O centauro suspirou – Então, vai aceitar ou não? Quando mais demorar, mais pessoas inocentes irão morrer.

Ah... Tudo bem, Quíron. Eu aceito essa missão. – Falou o filho de Hefesto, ajeitando as armas em sua cintura e indo na direção da grande porta da residência, estava prestes a deixar a casa quando o centauro aproximou-se de Luke e falou:

Argos irá levar você até Las Vegas, aproveite a viagem, a Van está no topo da colina.

Obrigado, Quíron. – Agradeceu Luke com um sorriso nos lábios.

[...]

A prole de Hefesto fechou seus olhos e olhou para o azul infinito do céu azulado de Long Island, assim que chegou ao fim da colina. Não sabia que horas eram, mas acreditava ainda ser 06h30min AM. Nas estradas que ligavam a colina há outros bairros de Nova Iorque, nenhum carro ou semelhante surgia. Luke naquele momento estava só, andando a beira da estrada e pensando no numero de pessoas inocentes que morriam devido ao ataque furioso de alguma criatura mitológica, o mundo estava ficando mais perigoso a cada minuto que se passava. O rapaz fechou seus olhos e suspirou.

Logo, pode ouvir o som de um motor... Parecia ser um ônibus de pequeno porte ou para ser mais exato, uma van... Luke coçou sua cabeça e apertou sua visão, vendo que não muito longe de si vinha o Argos com o seu veículo automotivo e segundo Quíron aquele carro seria o transporte do rapaz para a cidade de Las Vegas. O garoto sorriu e alguns segundos depois, bem ao lado do semideus a Van parou, estacionando. De dentro, saiu um homem coberto de olhos por todo seu corpo, grande e estranho e com a mãos indicaram para que o campista entrasse em seu carro e sentasse o mais rápido possível em um dos bancos livres.

A viagem até Las Vegas foi tranquila, tanto que Luke aproveitou o tempo que tinha de paz para cerrar seus olhos e repousar, fazia tempo que não tinha uma folga assim e tinha que aproveitá-la. No banco da frente, Argos mostrava-se ser fã de boa música, pois o seu rádio não saiu por nenhum momento de uma estação que tocava na maior parte do tempo The Beatles.

Foi um longo caminho, mas finalmente Argos e Luke chegaram à cidade de Las Vegas. A tarde já havia chegado e mesmo com o sol brilhando lá em cima, algumas luzes da cidade já iluminavam o céu. O motorista da Van cutucou o rapaz com uma de suas mãos, e o ultimo meio sonolento levantou-se, pisando finalmente na calçada de Las Vegas Strip, a imensa rua onde se encontravam a maior parte dos Hotéis e Cassinos da Cidade do Pecado. Poucos mortais caminhavam pelas ruas da cidade, alguns olhavam Luke como se ele fosse um bandido ou algo semelhante, e isso acabou assustando-o já que o rapaz não sabia o que aquelas pessoas poderiam estar vendo por trás da névoa, enfim, a prole de Hefesto respirou fundo e seguiu em frente, buscando informações sobe um misterioso incêndio.

[...]

Após muito perguntar entre os poucos mortais que encontrou na rua, Luke descobriu que o incêndio ainda não havia sido controlado e ao perguntar aonde era localizado o local, recebeu a informação que o Cassino em chamas se chamava Hotel e Cassino AWH.

Alguns minutos após saber a localização e o nome do Hotel, Luke adentrou-o. A grande mulher feita de prata que segurava o letreio do AWH parecia fita-lo. Logo, o rapaz filho de Hefesto estava no grande salão. O chão feito de mármore brilhava, refletindo a imagem do rapaz e também o vermelho do fogo, que àquela hora já havia tomado conta da maior parte do prédio. O garoto fechou seus olhos e após desembainhar a sua espada, segurou-a com a mão direita e continuou caminhando, às vezes utilizava a sua pirocinese[1] para afastar o fogo que tentava por um fim a sua vida. Após alguns minutos procurando o causador de tudo aquilo, Luke encontrou muito próximo a um caça-níquel vermelho um homem, alto e gordo, andava de maneira esquisita e em sua mão estava uma enorme tocha.

O que faz aqui é perigoso. – Gritou Luke a ele.
Eu pergunto o mesmo... O que um garotinho de sua idade faz em um local tão perigoso como este? – Retrucou.
Busco o causador deste incêndio – Respondeu o rapaz, suspirando.
Entendo... Mas mudando de assunto, sabe onde posso me alimentar? – Ele sorriu de maneira irônica e provocativa, Luke flexionou um pouco seus joelhos e preparou-se para o ataque.
Desculpe-me, mas eu não moro aqui...
Ok... Então talvez você possa ser muito suculento, assado. – Ele riu, lançando sua tocha na direção da prole de Hefesto, que sem dificuldades esquivou-se do golpe, rolando para o lado.

O homem continuou rindo, só que agora entrava numa espécie de transformação. Seus olhos uniram-se, seus braços e pernas ganharam altas proporções, seus pés de tanto crescerem rasgaram, assim como o restante das vestes do homem. Ele se tornava aos poucos um ciclope.

Luke segurou a sua espada com ambas as mãos e preparou-se para a primeira investida da criatura. Ele sorriu e avançou na direção do semideus filho de Hefesto, que recuava seus passos aos poucos, sempre prestando atenção nas chamas que estava ao seu redor e também ser baixar a sua guarda. Quando se aproximou do rapaz, tentou agarra-lo com uma de suas enormes mãos, mas o seu golpe foi evitado pela lâmina da espada, que acertou com um pouco de força a palma da sua mão, o dano foi maior graças ao impacto[2] produzido pela espada. O ciclope recuou um pouco e começou a correr pelo piso de mármore, tomando em suas mãos uma das máquinas, Luke arregalou seus olhos e assustou-se, aquilo com certeza iria ser lançado em sua direção. Dito e feito, a criatura girou o caça níquel em suas mãos e lançou-a contra o garoto, que com toda a calma do mundo fechou um de seus olhos e abriu à palma de sua mão livre, o objeto ainda vinha em alta velocidade na sua direção, porém isso não era o suficiente para intimidá-lo. Conforme mais se aproximava, mais velocidade o caça-níquel perdia, uma hora parou próximo ao humano, como se o ultimo o controlasse com algum poder magnético. [3]

Luke fechou seu punho e apontou para o ciclope e no momento seguinte o abriu, fazendo com que o caça níquel flutuante avançasse em alta velocidade na direção da criatura, porém não teve sucesso em seu movimento. O monstro pegou outra máquina presa ao chão e a lançou na direção do objeto que vinha em sua direção, ambos se encontraram no ar causando uma pequena explosão.

O rapaz respirou fundo e correu na direção do seu oponente, com a sua espada frente ao corpo. Luke gritava, enquanto se aproximava da criatura, acertando-lhe um golpe na barriga [1]. O ciclope tentando contra-atacar desferiu um soco em alta velocidade com suas mãos na direção do garoto, porém o ultimo antes de ser acertado, esquivou-se, passando por debaixo de suas pernas e chegando ao lugar onde queria, atrás do monstro.

Sem perder o seu tempo pegou impulso no chão e tentou pular no pescoço do monstro, mas este impediu que Luke continuasse seu golpe, acertando-o com uma de suas mãos e lançando-o no chão, que logo se recompôs.

O ciclope girou o bastão de madeira que segurava no ar e tentou golpear a cabeça do garoto, que ainda estava meio tonto devido à queda. Com dificuldades, Luke agachou-se. Em seguida, a criatura acertou a sua “arma” em vários caça-níqueis, destruindo todos em questões de segundos. Talvez estivesse tentando intimidar novamente o seu oponente, mas após tantos treinos na Arena o filho de Hefesto já havia perdido todo esse medo.

Luke riu e com isso, começou a avançar na direção do ciclope. Seu bastão – agora pegando fogo em uma das pontas – girava de um lado para o outro, tentando incendiar mais coisas daquela sala. Ao notar a proximidade do filho de Hefesto, o monstro ergueu a sua arma e a lançou contra o garoto. Se acertasse, seria o fim do semideus, porém no ultimo segundo ele rolou para a esquerda com dificuldades. O rapaz estava, agora ao lado do monstro, mas esse ainda não era o alvo que buscava. Logo, Luke levantou-se e correu para trás do ciclope. Chegando rapidamente ao lugar que queria. Seus planos estavam correndo bem. Fechou seus olhos e começou a respirar fundo e depois de armazenar uma boa quantidade de ar dentro de si, soprou com força, soltando uma espécie de lança-chamas contra o monstro, que choramingou de dor.

Aproveitando a distração do monstro, Luke movimentou-se mais para o lado e desta vez cravou a espada que estava em suas mãos na área anterior ao seu joelho. O ciclope novamente gritou, enquanto caia de joelhos sobre o piso de mármore do cassino. Em seguida aproveitando a baixa de guarda da criatura, cravou novamente a sua espada, só que desta vez em suas costas. O semideus olhou para a direita, notando que o corpo de bombeiros conseguia aos poucos conter o fogo, precisava acabar com aquele duelo o mais rápido possível e fugir ou as autoridades locais de Las Vegas acusariam Luke de fazer todo aquele alvoroço. O rapaz fechou seus olhos e respirou fundo, perguntando ao seu oponente.

Por que fez isso, criatura? – Perguntou, enquanto controlava o fogo do local para “torturar” o ciclope.

Mim fazer por motivo confidencial, não contar para semideus.– Retrucou, preparando-se para a morte.

Entendo... – Comentou, estalando seus dedos e fazendo o fogo aumentar, a criatura soltou mais um urro de dor.

Semideus mal me atacar em Las Vegas, mim querer vingança e busca-lo aqui, fiz fogo para chamar sua atenção, mas ele não aparecer... – O fogo nas costas da criatura aumentava a cada segundo mais, não aguentaria por muito mais tempo – Então você chegar...

Sério? – Perguntou novamente Luke, envolvendo-o mais nas chamas.

Tudo bem... Tudo bem... Convocaram eu e ordenaram para que mim matasse semideuses que se aproximassem daqui...

Obrigado. – O rapaz sorriu de forma feliz e estalou seus dedos, fazendo com que as chamas tomassem conta de vez do corpo do ciclope, matando-o por fim.

Luke fechou seus olhos e respirou fundo, havia escutado vozes próximas à sala onde estava, iria ser capturado se não saísse dali logo, então, usando novamente o seu magnetismo, tirou mais uma máquina de cassino do chão e lançou-a contra uma parede aos fundos, destruindo-a completamente, saiu sem perder tempo.

[...]

A viagem de volta foi bastante tranquila. Nenhuma criatura tentou atacar Luke, que aproveitou para dormir no banco de trás do taxi que havia pegado. Era de madrugada quando finalmente chegou à Colina Meio-Sangue. No topo da mesma, estava Quíron. Depois de ver o rapaz, o centauro sorriu, estendo seus braços.

Crisafulli, você conseguiu – Ele balançou sua cabeça – E aí, como foi lá?
Primeiramente, não me chame de Crisafulli – Respondeu exausto – Descobri apenas uma coisa, o fogo foi causado por um ciclope e ele não fez isso por sentir a necessidade de matar e sim por que algo ou alguém o invocou e pediu para que chamasse a atenção do acampamento, assim conseguiriam matar alguns semideuses, mas o plano não funcionou. – Luke começou a rir – Lamento, mas estou exausto e irei para o meu chalé agora.

Tudo bem... – Falou Quíron, com o semblante de quem estava preocup

Poderes utilizados:

Passivos:

Fortificação: A força física é maior que o normal, devido ao tempo passado nas forjas trabalhando com metais pesados. [nível 2]

Velocidade Manufaturada: A agilidade nos braços é muito maior do que a de qualquer outro, permitindo em si que dê socos e manuseie armas com maior velocidade e precisão. [nível 4]

Calor das Forjas: Possuem alta resistência ao calor. [nível 5]

Calejado: Possuem alta resistência ao fogo. (queimaduras) [nível 8]

Ativos:

Inflamar 2: Consegue criar melhor o fogo, tendo mais controle e dando até formas. [nível 13]

Sopro de Fogo: Capacidade do filho de Hefesto de convocar as chamas de dentro de si e soprá-las com grande força. [nível 13]

Impacto: Ao atacar o inimigo com qualquer tipo de arma, o impacto triplica, gerando mais força quando bate no alvo. [Nível 5]

Armas Levadas:

- Martelo de forja [Pode- se usado como arma branca] {By: Hefesto}

- Espada de Ouro com chamas [Acrescenta nos danos do inimigo mais 10 de hp por causa das chamas] {By: Hefesto}


Falando com 'o futuro avaliador', o clima/tempo está 'indefinido', Luke Veste 'roupas' e escuta "Lies Greed Misery" - Linkin Park.
Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda Legenda
Template by thepiscina from TdN.

avatar
Luke H. Crisafulli

Mensagens : 22
Pontos : 24
Data de inscrição : 01/09/2012

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
320/320  (320/320)
Energia:
320/320  (320/320)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burning {Missão One Post para Luke H. Crisafulli}

Mensagem por Hefesto em Seg Set 17, 2012 2:52 pm

Avaliada e Campista Atualizado!
Interessante o desenrolar da missão e gostei da criatividade. Procure evitar as repetições em demasia.
Exp: 250
Dracmas: 130


Hefesto
Deus do fogo e das forjas × Preferido da Blair e da Cornellie @thanks
avatar
Hefesto
Deuses
Deuses

Mensagens : 196
Pontos : 272
Data de inscrição : 29/08/2012

Ficha "Meio-Sangue"
Vida :
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Energia:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Arsenal :

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Burning {Missão One Post para Luke H. Crisafulli}

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum